Pra cima com a viga, moçada

Eu tinha uns seis anos e disse pra um adulto da minha família: “eu quero ser agente secreto”. A resposta foi algo do tipo, “então tu não devia falar isso pra mim, senão tu nunca vai ser secreto”.

Com uns 14 anos, comentei com duas pessoas (uma da família, outra no colégio) que eu pensava em ser psiquiatra. Resposta 1: “então, antes disso, é melhor tu olhar no espelho e te analisar tu mesmo”. Resposta 2: “só imagino tu, nervoso desse jeito, falando com um paciente… o cara vai desistir”.

Ainda na escola, falei com alguém: “acho que vou fazer Direito”. O cara me olhou e disse: “pra quê? Pra ser advogado de porta de cadeia”?

Depois, a idéia era ser professor de História. Alguém disparou a frase clássica: “vai morrer de fome”.

No terceiro ano, decidi fazer Jornalismo. Reação 1 (ouvida em casa): “Fulano de Tal disse que conhece uns jornalistas, e são todos uns comunistas e barbudos”. Reação 2 (ouvida no colégio, da boca de um estudante de Comunicação): “é voto de pobreza, melhor desistir”.

Na faculdade, enveredei pelo cinema. Ouvi de tudo um pouco: “vai morrer de fome”, “não tem mercado”, “só tem veado”, “fazer projeto pra conseguir verba é um saco”, “cinema brasileiro só tem putaria”, “não dá pra ouvir o som direito” etc, etc.

A última foi quando comentei, meio por cima, que pensava em estudar pro Instituto Rio Branco: “é legal, mas te prepara pra usar terno e gravata pro resto da vida”. Isso e outras coisas.

Preciso parar de ouvir as pessoas.

Anúncios

5 Respostas to “Pra cima com a viga, moçada”

  1. dordecabeca Says:

    E desde quando usar terno e gravata é ruim?!?!?! Eu acho um luxo! Adorei!
    :):):)

  2. spuldar Says:

    Falou a única pessoa que sempre me apóia em tudo! 😀

  3. marcio Says:

    bah, perfeito o post. vou copiar a idéia – chama-se pesquisa – e colocar as frases q EU ouvi. qdo estava no direito, e também falei a palavra ‘instituto rio branco’, meu coroa disse “muito bem, mas tem que ter fígado de ferro!”.

  4. gggallin(G.T.).:. Says:

    Você precisa urgentemente ir à loja ouvir o conselho dos irmãos. Lá tem de tudo: médico, advogado, jornalista, juiz, militar e até ex-governadores. Mas se fosse comigo seria o responsável pela área de comunicação social da Brigada Militar: Farda grátis, café, jantares e de quebra ainda um convite para o camarote do rotary club em algum evento.

  5. gúi Says:

    Cara, pára certo!! Essa gente é tudo uns cagão e bando de vagabundo. Segue teu caminho! EU CONFIO EM TI!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: